Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Crescimento de casos de febre Oropouche gera preocupação no Amazonas

Foto: divulgação

Amazonas – A preocupação acentuada com a febre Oropouche persiste entre as autoridades médicas do Amazonas em 2024, devido ao expressivo crescimento do número de casos em comparação ao último ano.
De acordo com a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), a contagem de casos confirmados da doença no estado, começando deste ano até a última quinta-feira (22), atingiu a marca de 1.398, um aumento relevante se comparado aos 445 casos reportados no ano anterior.
Este crescimento constitui mais um desafio para a região, principalmente levando em consideração que o Brasil teve um total de 773 incidentes em 2023, onde a maior parte estava concentrada no Norte do país, conforme divulgado pelo Ministério da Saúde.
O Oropouche é considerado um dos arbovírus mais significantes transmitidos pelo mosquito na região amazônica, sendo a segunda enfermidade febril mais recorrente no Brasil, ficando apenas atrás da dengue.
A febre Oropouche e a dengue compartilham sintomas semelhantes, o que acarreta desafios para o diagnóstico. É comum apresentarem febre alta, dores de cabeça, musculares e articulares, calafrios e erupções cutâneas.
A identificação precisa da enfermidade é crucial para direcionar o tratamento adequado, principalmente considerando a necessidade de distinção em relação à dengue.
A FVS-AM enfatiza que a confirmação dos casos de febre Oropouche é realizada através de testes específicos em pacientes notificados, principalmente após resultados negativos para dengue. Esse procedimento é vital para o monitoramento e o controle da propagação da doença, possibilitando uma resposta rápida e eficiente por parte das autoridades de saúde.
Foi recentemente reportado em Manaus a primeira morte relacionada à febre Oropouche em 2024. A vítima foi uma adolescente de 15 anos, conforme confirmado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).
O caso se tornou ainda mais complexo devido à coinfecção com Covid-19, revelando os desafios extras que os sistemas de saúde estão enfrentando durante a pandemia.
Frente ao aumento dos casos, a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) emitiu um alerta epidemiológico ressaltando a importância da vigilância e prevenção da febre Oropouche nas Américas.
É essencial a coordenação de esforços entre as autoridades de saúde, comunidades e outros parceiros para conter a disseminação da doença e proteger a população de seus efeitos adversos.

Fonte: https://cm7brasil.com/amazonas/explosao-de-casos-da-febre-oropouche-preocupa-populacao-no-amazonas/

Solicitação de contato

Preencha os dados abaixo e em breve um de nossos consultores irá entrar em contato com você oferecendo as melhores oportunidades para anunciar sua marca conosco.