Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Prefeito de Barcelos desembolsa R$ 2,3 milhões com empresa de Manacapuru, segundo dados públicos.

Foto: divulgação

Prefeitura de Barcelos é alvo de polêmica em contratação de empresa suspeita para fornecer gêneros alimentícios

Barcelos, Amazonas – O prefeito Edson Mendes está enfrentando críticas após a homologação de um pregão presencial que revela que a Prefeitura gastará R$ 2,3 milhões em gêneros alimentícios provenientes de uma loja suspeita localizada em Manacapuru.

A empresa beneficiada com o contrato controverso é a R M N Alves LTDA, de propriedade do empresário Raimundo Mikael Napoleao Alves. Curiosamente, a empresa está localizada a cerca de 364 km de distância de Barcelos, o que levanta questionamentos sobre a logística e eficiência na entrega dos produtos.

A escolha de uma empresa fora da área local também gerou suspeitas sobre a transparência do processo licitatório. Além disso, chama a atenção o fato de que o prefeito optou por não publicar a homologação no diário da Associação Amazonense de Municípios (AAM), prática comum nesse tipo de situação. Ao invés disso, a divulgação foi feita no Diário Oficial da União (DOU), o que intensifica as indagações sobre a escolha da empresa fornecedora.

Diante desses fatos, a população de Barcelos aguarda explicações claras e transparentes por parte do prefeito Edson Mendes sobre essa decisão controversa. Afinal, é fundamental garantir que os recursos públicos sejam utilizados da melhor forma possível, priorizando a qualidade e o atendimento às necessidades da população.

Imagem ilustrativa de um supermercado

Imagem ilustrativa de caixas de alimentos

Imagem ilustrativa de um jornal

Fonte: https://cm7brasil.com/noticias/politica/prefeito-de-barcelos-gasta-r-23-milhoes-dos-cofres-publicos-com-empresa-de-manacapuru/

Solicitação de contato

Preencha os dados abaixo e em breve um de nossos consultores irá entrar em contato com você oferecendo as melhores oportunidades para anunciar sua marca conosco.