Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Médicos fecham acordo com o Estado e reiniciam atendimentos em Manaus após 7 dias

Hospital 28 de Agosto em Manaus — Foto: Rodrigo Santos/Arquivo SES-AM

Médicos retomam atendimentos em Manaus após acordo com o governo

Após sete dias de redução das atividades, os médicos terceirizados do Amazonas decidiram retomar os atendimentos em Manaus. A decisão veio depois de uma reunião com o Governo do Amazonas, onde a categoria aceitou o cronograma apresentado pelo Estado para o pagamento dos débitos.

Os médicos vinham cobrando do governo estadual o pagamento de débitos de 2021 e 2022, além dos salários dos meses de agosto, setembro e outubro de 2023. Na reunião, ficou acordado que os débitos serão pagos seguindo o seguinte cronograma: os débitos de agosto de 2023 já foram pagos no dia 5 de dezembro de 2023, ficando pendentes três empresas, cujos débitos serão liquidados em 14/12/2023; os débitos de setembro de 2023 serão pagos em 21/12/2023; os débitos de outubro de 2023 serão pagos em 21/01/2024; e os débitos de novembro e dezembro de 2023 serão rediscutidos até 15 de fevereiro de 2024 para que seja estabelecido um calendário de pagamento. Já os débitos dos exercícios de 2021 e 2022 serão unificados e pagos em cinco parcelas, a partir de março de 2024.

Segundo a médica representante da cooperativa de ortopedia, Ana Cristina Monteiro Antoni, a decisão de encerrar a greve ocorreu após as discussões na reunião e o compromisso do governo em efetuar os pagamentos. Além disso, ficou acordado que haverá uma reunião a cada dois meses com o governador e o secretário de saúde para discutir melhorias na saúde do estado.

A saúde do Amazonas vinha enfrentando uma paralisação nos últimos dias. Pacientes denunciaram a falta de realização de exames e procedimentos cardíacos na Fundação Hospital do Coração Francisca Mendes (FHCFM), que é referência no estado. Além disso, houve denúncias de superlotação no Hemoam e cobranças pela entrega do Hospital do Sangue, prometida pelo governador Wilson Lima.

Diante desse cenário, as cooperativas de médicos responsáveis pelos atendimentos nas unidades hospitalares também paralisaram suas atividades, cobrando salários atrasados e melhores condições de trabalho. Quinze empresas buscavam o pagamento de débitos em atraso referentes aos anos de 2021 e 2022, além dos meses de agosto, setembro e outubro de 2023. O governador Wilson Lima havia anunciado uma reunião com a categoria, porém, o encontro não ocorreu. O Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) criou um comitê para discutir o problema, porém, a crise ainda não foi solucionada, deixando os pacientes insatisfeitos com a falta de atendimento nas unidades de saúde do estado.

Fonte: https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2023/12/07/medicos-decidem-retomar-atendimentos-em-manaus-apos-acordo-com-governo-do-amazonas-em-reuniao.ghtml

Solicitação de contato

Preencha os dados abaixo e em breve um de nossos consultores irá entrar em contato com você oferecendo as melhores oportunidades para anunciar sua marca conosco.