Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

MP exige informações sobre os responsáveis por queimadas no Amazonas do Ipaam

Missão do Greenpeace no Amazonas flagra queimadas perto de reservas indígenas. — Foto: Jornal Nacional/ Reprodução

Amazonas enfrenta grave crise ambiental com aumento alarmante das queimadas ilegais

Na manhã desta quarta-feira (22), o Ministério Público do Amazonas (MPAM) tomou uma atitude enérgica em relação às queimadas ilegais que assolam o estado. O órgão emitiu uma requisição ao Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM), exigindo informações detalhadas sobre os procedimentos administrativos instaurados em relação a esse crime.

A capital amazonense é o epicentro dessa crise ambiental que vem se agravando a cada dia. As queimadas devastam o estado, somando mais de 15 mil casos nos últimos três meses. Outubro foi o pior mês registrado em relação aos incêndios nos últimos 25 anos. Em resposta a essa situação alarmante, o governo estadual decretou estado de emergência ambiental.

O MPAM deixou claro que pretende responsabilizar os culpados por essas queimadas, sejam eles nas esferas cível, criminal ou administrativa. O objetivo é punir aqueles que, de maneira criminosa, desencadeiam esses incêndios devastadores na Amazônia.

“A requisição feita ao IPAAM abrange uma ampla variedade de dados, incluindo todos os autos de infração emitidos, informações sobre áreas embargadas e multas aplicadas relacionadas às queimadas na região”, afirmou o Ministério Público do Amazonas.

Buscando intensificar o combate ao desmatamento e às queimadas, o MPAM criou um grupo de trabalho que irá supervisionar e coordenar as ações nesse sentido. Para garantir que essa crise seja enfrentada de forma efetiva, o coletivo enfatizou que essas medidas são essenciais para as futuras ações do órgão, além de manter a população devidamente informada.

Além da requisição ao IPAAM, o grupo de trabalho emitiu também recomendações e requisições para aprimorar a atuação de outros órgãos ambientais, como o Corpo de Bombeiros, as Secretarias Municipais de Meio Ambiente e o Ibama.

A meta é assegurar o registro detalhado de todos os casos de queimadas em todo o estado, possibilitando a adoção de medidas extrajudiciais e judiciais contra os infratores. O MPAM está empenhado em proteger a Amazônia e garantir a preservação desse importante patrimônio natural.

Fonte: https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2023/11/22/ministerio-publico-cobra-do-ipaam-dados-dos-responsaveis-por-queimadas-no-am.ghtml

Solicitação de contato

Preencha os dados abaixo e em breve um de nossos consultores irá entrar em contato com você oferecendo as melhores oportunidades para anunciar sua marca conosco.